Cineclube Unifor

Professor Márcio Acserald conduz um bate-papo com especialistas ao final de cada sessão de filme

 

Oferecer mais uma oportunidade de acesso à cultura para comunidade em geral. Esse é o objetivo do Cineclube Unifor, que mensalmente oferece uma programação de filmes de vários gêneros aberta ao público. As sessões acontecem sempre com a presença de um especialista para debater o filme, ao término de cada sessão. Além disso, as discussões são registradas e exibidas na TV Unifor, desde 2006.

A atividade é voltada para o público em geral e tem entrada gratuita. Os encontros do Cineclube são realizados todas as quintas-feiras, às 13h30, na Videoteca da Unifor, no 1º andar do Centro de Convivência. 

A apresentação e mediação dos debates está a cargo do professor Márcio Acselrad, responsável pelo projeto de extensão.

 

PROGRAMAÇÃO 2019

  • Cine O Mundo em que Vivemos

07/02 “Dedo na ferida” (2017, 1h30min), direção Silvio Tendler

Abordando o sistema financeiro e suas contradições, o documentário faz um questionamento a respeito de um dos principais pressupostos das autoridades financeiras: o de que não podemos gastar mais do que arrecadamos. Um amplo panorama de como o capital pode influenciar a política, os governos e a vida cotidiana.

Debate com Sandra Helena de Souza, professora de filosofia da Unifor e Fabio Maia Sobral, doutor em Filosofia pela Unicamp e professor do mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente da UFC.

  • Cine O Futuro é Mulher

14/02 “She is beautiful when she is angry” (2018, 1h32min), direção Mary Dore

A história das mulheres que criaram o movimento feminista nos anos 1960, fazendo uma revolução em todos os âmbitos sociais.

Debate com Clara Dourado, jornalista e consultora de marketing da empresa Juntas Colmeia Criativa e Marina Solón, jornalista e editora assistente da Editora Dummar.

  • Cine Lepes: Laboratório de Estudos sobre Processos de Exclusão Social

21/02 “Lion – Uma jornada para casa” (Lion, 2017, 1h58min), direção Garth Davis

Quando tinha apenas cinco anos, o indiano Saroo se perdeu do irmão numa estação de trem de Calcutá e enfrentou grandes desafios para sobreviver sozinho até de ser adotado por uma família australiana. Aos 25 anos ele decide buscar uma forma de reencontrar sua família biológica. Baseado em uma estória real.

Debate com Ermanno Allegri, padre e coordenador da Adital – Agencia de Notícias e com integrantes do coletivo Mães pela Diversidade.

  • Cine Mortos-Vivos

28/02 “Frankenstein de Mary Shelley” (Mary Shelley´s Frankenstein, 1994, 2h08min), direção Kenneth Branagh

Em 1794, um explorador no Ártico, ao tentar abrir caminho através do gelo, encontra o doutor Victor Frankenstein, que decide contar-lhe sua história e sua grande obsessão: vencer a morte. Na faculdade, desenvolve experiências com o intuito de reanimar tecidos mortos até que finalmente consegue obter êxito. As consequências, no entanto, são imprevisíveis, como geralmente acontece com as grandes descobertas científicas. Baseado no romance de Mary Shelley.

Debate com Juliano Cordeiro da Costa Oliveira, doutor em filosofia pela UFC, pós-doutorando em filosofia pela Universidade Federal do Piauí, bolsista da Capes e Carolina Leão, psicanalista e professora da UFC/Sobral.

  • Cine O Mundo em que Vivemos

07/03 “22 de julho” (July 22, 2017, 2h23min), direção Paul Greengrass

Noruega, 2011. Anders Behring Breivik, consumido pelos seus ideais fundamentalistas cristãos e anti-islâmicos, mata 75 pessoas a tiros em um acampamento na Ilha de Utoya. Os sobreviventes do ataque pedem justiça ao governo Norueguês, enquanto os advogados do terrorista condenado se mobilizam para defendê-lo perante a lei.

Debate com Sandra Helena de Souza, professora de filosofia da Unifor e Zaneir Gonçalves Teixeira, mestre em direito e desenvolvimento pela UFC, professora de direito da Unifor.

  • Cine Palmas para eles (Parte do programa de formação continuada do curso de Psicologia da Unifor)

14/03 “Palmas” (2013, 59min), direção Edlisa Barbosa Peixoto.

O que é o dinheiro? O que é a riqueza? O que é a pobreza? A saga de uma comunidade cearense que criou sua própria moeda e o Banco Palmas como meio de resistir e se desenvolver.

Debate com Edlisa Barbosa Peixoto, psicóloga e diretora do filme e Camila Moreira Maia, psicóloga, mestre e doutoranda em psicologia pela UFC.

  • Cine Laepcus: Laboratório de Estudos em Psicanálise, Cultura e Subjetividade, do PPGP/Unifor

21/03 “Mãe!” (Mother!, 2017, 2h02min), direção Darren Arronofsky

Um casal vive em um imenso casarão no campo. Enquanto a jovem esposa passa os dias restaurando o lugar, afetado por um incêndio no passado, o marido tenta recuperar a inspiração para voltar a escrever os poemas que o tornaram famoso. Os dias pacíficos se transformam com a chegada de uma série de visitantes que se impõem à rotina do casal.

Debate com Alice Pereira Carneiro, psicóloga e doutoranda do programa de pos-graduação em psicologia da Unifor e Hercilia Correia, psicóloga e mestranda do programa de pos-graduação em administração da Unifor.

  • Cine Ditadura Nunca Mais (No dia 31 de março recordamos, mas não comemoramos, os 45 anos do golpe militar de 1964)

28/03 “O Outro Lado do Paraíso” (2016, 1h55min), direção André Ristum.

Antônio faz o que pode para conseguir dinheiro para o sustento do lar. Já tentou garimpo, bicos diversos, e agora pensa ter encontrado finalmente seu lugar: Brasília. Atraído pelas promessas do presidente João Goulart e pela ampla oferta de emprego, ele se muda para a capital com a esposa e os filhos. O sonho da prosperidade, no entanto, é interrompido pelo golpe militar e Antônio, envolvido com o sindicalismo, começa a viver um pesadelo.

Debate com Marcelo Muller, roteirista do filme, doutor em meios e processos audiovisuais pela Universidade de São Paulo e professor do curso de cinema e audiovisual da Unifor e Mario Miranda de Albuquerque, presidente da associação 64/68.

  • Cine A Ciência no Banco dos Réus

04/04 “O vento será tua herança” (Inherit the Wind, 1999, 1h53min), direção Daniel Petrie.

Em 1925, um professor é preso por ensinar as teorias de evolução de Darwin. No processo judicial, dois advogados se enfrentam no tribunal: um político fundamentalista e um defensor. Baseado em uma estória real.

Debate com Newton de Menezes Albuquerque, doutor em direito pela UFPE e professor da faculdade de Direito da UFC e da Unifor e Nelson Luis Bezerra Campos, graduado em filosofia pela UECE, mestre em educação pela UFC.

  • Cine Laepcus: Laboratório de Estudos em Psicanálise, Cultura e Subjetividade, do PPGP/Unifor

11/04 “O abutre” (Nightcrawler, 2014, 1h57min)

Enfrentando dificuldades para conseguir um emprego formal, o jovem Louis Bloom decide entrar no agitado submundo do jornalismo criminal independente de Los Angeles. A fórmula é correr atrás de crimes e acidentes chocantes, registrar tudo e vender a história para veículos interessados.

Debate com Francisco Bergson Paulino Pinto, psicólogo, psicanalista, coordenador do CAPS de Capistrano e Paulo Henrique de Oliveira Arruda, mestrando do programa de pós-graduação em psicologia da Unifor.

  • Cine Imago: Laboratório de Estudos de Estética e Imagem, do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFC

25/04 “Cortinas fechadas” (2014, 1h46min)

Jafar Panahi vive em prisão domiciliar após ter sido condenado pela justiça iraniana sob a acusação de denegrir a imagem do governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad com seus filmes. Entre outras coisas, ele foi proibido de filmas. Ele fez um filme sobre isto.

Debate com Breno Reis, mestrando do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFC.

  • Cine PTA: Programa Tutorial Acadêmico CCS/Unifor

02/05 “A trama” (L`Atelier, 2017, 1h53min), direção Laurent Cantet.

É verão em La Ciotat, na França. Antoine aceita participar de uma oficina de escrita, onde alguns jovens deverão desenvolver um romance policial sob a tutoria de uma famosa romancista. Agressivo e provocador, ele apresenta um polêmico texto e logo passa a ser odiado pelo grupo, ao mesmo tempo em que é apoiado pela intrigada professora.

Debate com Sandra Helena de Souza, professora de Filosofia da Unifor.

  • Cine Expressionismo Alemão (Parte das atividades do Seminário “Weimar Cem Anos”)

09/05 “O anjo azul” (Der blaue Engel, 1930), direção Josef von Sternberg.

A vida ordeira e pacífica de um professor vira de ponta a cabeça quando ele se apaixona por uma cantora de cabaré.

Debate com Antônio Carlos Klein, mestre em direito público pela UFC, juiz de direito e professor do curso de direito da Unifor e Ecila Moreira de Meneses, bacharel em direito, mestre em filosofia pela UFC, atriz, diretora e bailarina.

  • Cine Com Política

16/05 “O divo” (Il Divo, 2008, 1h50min), direção Paolo Sorrentino.

A biografia do Primeiro-Ministro Italiano Giulio Andreotti que, desde a restauração da democracia em 1946, foi eleito sete vezes. Em entrevistas de líderes mafiosos, são reveladas as ligações deste membro da democracia cristã com a máfia.

Debate com Yuri Brunello, professor do programa de pós-graduação em letras da UFC e Marcio Pereira, doutor em filosofia do direito (Queens University/Canada), mestre em cultura em sociedade pela UFBA, professor do programa de pós-graduação em literatura comparada da UFC.

  • Cine Rave

23/05 “Paraisos artificiais” (2012, 1h36min), direção Marcos Prado.

Erika é uma DJ de relativo sucesso e muito amiga de Lara. Juntas, durante um festival, elas conheceram Nando e juntos vivem um momento intenso. Entretanto, logo em seguida o trio se separa. Anos depois Erika e Nando se reencontram em Amsterdã, onde se apaixonam. Só que apenas Erika se lembra do verdadeiro motivo pelo qual eles se afastaram pouco após se conhecerem.

Debate com Janayde de Castro Gonçalves, jornalista orientadora da TV Unifor, mestre em comunicação pela UFPE e Rachel Alves Alencar Viana, especialista em audiovisual e meios eletrônicos pela UFC.

  • Cine Os Donos da Terra

30/05 “Ex-pajé” (2018), direção Luiz Bolognesi

Um pajé passa a questionar sua fé depois de seu primeiro contato com os brancos, que alegam que sua religião é demoníaca. A missão evangelizadora, comandada por um pastor intolerante, passa a ser questionada quando a morte ronda a aldeia.

Debate com Suene Honorato de Jesus, doutora em teoria literária e professora de literatura da UFC e Carmen Luisa Chaves Cavalcante, doutora em comunicação e semiótica pela PUC-SP e professora nos cursos de jornalismo e publicidade da Unifor.

 

Cineclube Unifor
Quando: Todas as quintas-feiras
Horário: 13h30
Local: Videoteca Unifor, Sala A - 1º andar do Centro de Convivência
Gratuito e aberto ao público