null "Sigmund, por que a guerra?" é tema da quinta edição de Cartas para Freud

"Sigmund, por que a guerra?" é tema da quinta edição de Cartas para Freud

Promovido pelo curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza, o evento é aberto ao público e acontece dia 12 de abril, no Auditório da Biblioteca


O médico neurologista Sigmund Freud foi o criador da Psicanálise. Suas teorias serão debatidos no contexto atual. (Foto: Reprodução)
O médico neurologista Sigmund Freud foi o criador da Psicanálise. Suas teorias serão debatidos no contexto atual. (Foto: Reprodução)

Buscando promover debate e reflexão acerca dos conflitos internacionais do momento, o curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza, instituição de ensino da Fundação Edson Queiroz, realiza a quinta edição do Cartas para Freud, que pela primeira vez terá uma temática definida: "Sigmund, por que a guerra?". Com inscrições gratuitas, o evento é aberto ao público e acontece das 09h às 11h do dia 12 de abril, no auditório da Biblioteca Central da Unifor.

Na programação, Sabrina Matos e Juçara Mapurunga, docentes da graduação em Psicologia e idealizadoras do projeto, vão receber o psicanalista Valton de Miranda Leitão para encorpar a discussão acerca do assunto em pauta. A roda de conversa ainda trará uma exposição das cartas que os alunos do curso elaboraram ao lançarem olhares acerca das implicações da psicanálise no contexto atual.

Sabrina ressalta que a edição de 2022 é especial não só pelo tema, mas também em função do retorno às atividades presenciais na Universidade. A recepção do evento contará com a apresentação da Camerata Unifor, seguida por um vídeo de abertura e pelo debate final dos convidados.

“Temos a alegria de contar com um grupo de alunos e monitores que não medem esforços para a realização desta 5° edição do Cartas para Freud”, explica Sabrina. Haverá também sorteio de livros e brindes para o público presente, que também receberá certificado de participação caso inscrito previamente.

Discutindo conflitos

“Sigmund, por que a Guerra?” é uma alusão ao questionamento feito pelo físico Albert Einstein para Sigmund Freud, em 1932. À época, o Comitê Permanente para a Literatura e as Artes da Liga das Nações orientaram o Instituto Internacional para Cooperação Intelectual a promover cartas entre intelectuais de renome a respeito de assuntos de interesses comuns à Liga. O cientista alemão indagou se havia alguma forma de livrar a humanidade da ameaça da guerra, enquanto o teórico austríaco fundamentou e respondeu às proposições.
  
"Nada mais atual do que convocarmos nossos alunos à reflexão acerca dessas características da condição humana – a violência, a destruição, o ódio –, tão presentes em tempos de guerra, mas também na cultura do cancelamento. Vivemos tempos onde o mal-estar atinge dimensões apocalípticas e o debate ancorado no campo conceitual da psicanálise opera contribuições da maior relevância”, evidencia a professora Sabrina sobre a importância do evento.

Cartas para Freud

Em 2014, a professora Sabrina Matos lançou uma proposta aos seus alunos da disciplina de “Teorias Psicológicas V - Psicanálise” para que eles escrevessem cartas ao mestre vienense com perguntas acerca da sua teoria, além de considerações, elogios ou críticas. As missivas foram expostas e o evento foi um sucesso. A pedido dos alunos, a docente organizava uma edição do encontro a cada dois anos, convidando professores que também escreviam cartas a Freud.

“A partir de 2016 fui convidando outros professores de Psicanálise. Então surgiu a ideia de abrir o evento, e não ser mais somente da disciplina de Teorias V, tornando-se uma atividade aberta para quem quisesse escrever. Nas edições seguintes, seguimos essa mesma via, também fazendo exposição das cartas”, detalha Sabrina.   

Sobre os palestrantes

Valton de Miranda Leitão é médico formado pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e possui formação em Psiquiatria e Psicoterapia Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Autos de vários livros, o psicanalista coordena a Escola de Psicoterapia de Fortaleza, sendo Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Recebeu o título de Cidadão Cearense pela Assembleia Legislativa do Ceará, além da Medalha Abolição.

Sabrina Matos é professora do curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza, mestre em Saúde Pública pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) e supervisora da área clínica. Membro do Laboratório de Estudos sobre Psicanálise, Cultura e Subjetividade (LAEpCUS/PPGP), Sabrina é curadora do podcast Psicologia Polifônica e coordenadora dos grupos de estudos "Infâncias e Psicanálise" e "Introdução à Psicanálise”.

Juçara Mapurunga é professora do curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza, sendo mestre e doutora em Psicologia pela Unifor. Supervisora da área clínica, Juçara é membro do Laboratório de Estudos sobre Psicanálise, Cultura e Subjetividade (LAEpCUS/PPGP) e coordenadora do grupo de estudos "Introdução à Psicanálise".

Serviço

5º Cartas para Freud
Data: 12 de abril de 2022
Horário: 09h às 11h
Local: Auditório da Biblioteca Central da Universidade de Fortaleza
Inscrições: Clique aqui

Event Navigation Portlet is temporarily unavailable.