angle-left Pela primeira vez no Brasil, curso em Segurança Viária reúne gestores de mobilidade da América Latina

Pela primeira vez no Brasil, curso em Segurança Viária reúne gestores de mobilidade da América Latina

O convidado Dr. Abdulgafoor Bachani, diretor da John Hopkins International Injury Research Unit (Foto: Divulgação)
O convidado Dr. Abdulgafoor Bachani, diretor da John Hopkins International Injury Research Unit (Foto: Divulgação)

A Prefeitura Municipal de Fortaleza e a Fundação Edson Queiroz realizam, em parceria com a Johns Hopkins University (JHU), de Baltimore (EUA), e com a Global Road Safety Partnership, (GRSP) de Genebra, Suíça, o curso “Implementando programas eficazes de Segurança Viária: da evidência à prática”, de 5 a 9 de agosto, no Campus da Universidade de Fortaleza. A iniciativa é inspirada no curso Global Road Safety Leadership, realizado pela JHU em conjunto com a GRSP com abordagem multidisciplinar para os diferentes aspectos na área de segurança no trânsito.

O curso original já teve seis edições e reuniu 377 participantes de 57 de países, em Bangkok (Tailândia), Nairobi (Quênia), Buenos Aires (Argentina), além de Baltimore. O curso é em tempo integral, de alto nível, com professores internacionais, incluindo almoços e coffebreaks e não será cobrada inscrição. No entanto, os custos de passagens, hospedagens e manutenção do aluno durante os dias do curso são de responsabilidade do participante.

A oportunidade tem o apoio de diversas organizações internacionais, que além dos organizadores incluem também a Iniciativa Global de Desenho de Cidades da National Association of City Transportation Officials (NACTO, EUA), Vital Strategies (EUA), além de especialistas da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. “Essa será uma oportunidade ímpar de aprendizagem e compartilhamento do que há de mais avançado no mundo em termos de prevenção de mortes e lesões causados por acidentes de trânsito. Esse é um desafio de qualquer cidade ao redor do mundo, mas particularmente no Brasil e na América Latina um drama que precisa ser enfrentado com urgência”, pondera o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos da Prefeitura de Fortaleza, Luiz Alberto Saboia.

Durante uma semana inteira de atividades, a intenção é a de que os participantes consigam ter a dimensão do problema que hoje é considerado uma epidemia de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS), suas consequências para a sociedade e também estratégias práticas para contornar o problema. O curso traz o tema da segurança viária à luz das áreas de saúde pública, economia, psicologia, engenharia de tráfego, comunicação, além da coleta e análise de dados para guiar soluções. A oportunidade também inclui visitas de campo em intervenções e departamentos da Prefeitura de Fortaleza como um laboratório de análise de melhores práticas para promoção de soluções sustentáveis para o deslocamento urbano, prevenção de mortes e ferimentos no trânsito.

Entre os facilitadores de destaque do curso estão o Dr. Abdulgafoor Bachani, diretor da John Hopkins International Injury Research Unit, da JHU; a PhD Judy Fleiter, gerente mundial da GRSP, braço da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho para a segurança no trânsito; Luiza Amorim, gerente de Comunicação da Vital Strategies no Brasil, formada em comunicação e mídia na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e Luiz Alberto Saboia,  secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos de Fortaleza.

Em todo o mundo estão participando do mesmo projeto as cidades de Accra, em Gana, Addis Abeba, na Etiópia, Bandung, na Indonésia, Bangkok, na Tailândia, Bogotá, na Colômbia, Ho Chi Minh, no Vietnã, Shanghai, na China, Mumbai, na Índia além de Fortaleza e São Paulo, no Brasil. 

Sobre a ‘Global Road Safety Partnership’ (GRSP)

A Parceria Global de Segurança Viária (tradução livre para Global Road Safety Partnership), braço da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, é baseada na sede da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICR), em Genebra, na Suiça. A instituição tem colaboradores com base na China, Vietnã, Camboja, Tailândia, Austrália, Brasil, México, Rússia, África do Sul e Líbano. O objetivo da GRSP é criar e apoiar parcerias de segurança viária multisetoriais que estão envolvidas com intervenções de segurança viária de primeira linha em países e comunidades em todo o mundo. 

Sobre a ‘Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health’

A Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health (Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, em tradução livre) é uma das parceiras da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária na área de pesquisa, coleta e análise de dados relacionados aos acidentes de trânsito. A instituição, um dos braços da renomada da Universidade Johns Hopkins, com sede em Baltimore, nos Estados Unidos, é referência internacional em saúde pública, colaboradora certificada da Organização Mundial da Saúde (OMS) e conta com pesquisadores laureados com o Prêmio Nobel 27 vezes. Mais informações estão disponíveis em www.jhsph.edu.www.jhsph.edu. 

Serviço

Curso “Implementando programas eficazes de Segurança Viária: da evidência à prática”
Datas e local: 5 a 9 de Agosto de 2019, na Universidade de Fortaleza, Fortaleza-CE (Av. Washington Soares, 1321 - Edson Queiroz, 60811-905)
Inscrição: Gratuita
Prazo para Inscrição: 17/07/19
Método de inscrição: enviar Currículo para o e-mail do observatório osvfortaleza@unifor.br
Etapas do processo seletivo: Análise Curricular e Entrevista.
Público-alvo: Engenheiros, Urbanistas, Jornalistas, Médicos, Enfermeiros, Economistas, Gestores Públicos e Técnicos da área de Segurança Viária.

Mais informações: (85) 98787.3273